Terceirização da atividade fim: entenda como funciona

Terceirização da atividade fim: entenda como funciona

por | set 6, 2018 | Advocacia Curitiba | 0 Comentários

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na última quinta-feira, 30 de agosto, por 7 votos a 4, que é constitucional a terceirização da atividade fim, uma das polêmicas inovações trazidas pela Reforma Trabalhista.

Entenda aqui como funcionava e como passou a funcionar a terceirização após a Reforma Trabalhista.

-O QUE É TERCEIRIZAÇÃO?

É a transferência feita pelo contratante também chamada de tomador, da execução de uma de suas atividades, à outra pessoa jurídica de direito privado, chamada de prestadora de serviço.

-TERCEIRIZAÇÃO LÍCITA ANTES DA REFORMA:

Antes da reforma era lícita a terceirização, mas apenas da atividade meio. Como assim atividade meio? Vamos exemplificar: Uma escola tem como atividade fim ou atividade principal o ensino, através dos seus professores. Entretanto, uma escola depende também de funcionários de serviços gerais para limpeza, porteiros, cozinheiros, entre outros. Contudo, chegamos a conclusão de que os professores, correspondem ao “grupo” correspondente a atividade fim da escola, logo não podiam ser terceirizados. Enquanto isto, os demais funcionários correspondem ao “grupo” considerado como atividade meio, passível de terceirização.

– TERCEIRIZAÇÃO LÍCITA APÓS A REFORMA:

Após a reforma trabalhista a terceirização da atividade fim, descrita no item anterior poderá ser feita de forma lícita.

Logo, os professores da escola poderão ser terceirizados ao invés de contratados; os médicos dos hospitais poderão ser terceirizados ao invés de contratados; entre outros exemplos de atividade fim.

Podemos observar também que a distinção entre atividade meio e atividade fim não possui mais validade, admitindo-se de forma expressa a terceirização de forma ampla, ou seja, de quaisquer das atividades da contratante (tomadora), inclusive de sua atividade principal.

– PARTES

Quem contrata: locatário, tomador ou contratante.

Quem é contratado: locador, prestador de serviços ou contratado.

-PRAZO

Para evitar que trabalhadores sejam demitidos e, em seguida, recontratados como terceirizados pela mesma empresa, o texto da reforma determina que é necessário esperar no mínimo 18 meses para poder contratar novamente o mesmo empregado.

-DIREITOS

Quando o terceirizado trabalhar no mesmo local dos demais funcionários da empresa, terá direito de usar o refeitório (se houver); serviço de transporte; atendimento médico do local; e a receber o mesmo treinamento adequado, caso haja necessidade.

Não são direitos garantidos aos terceirizados: O mesmo salário; vale alimentação; plano de saúde; bonificações e/ou demais direitos que por ventura possuam os funcionários contratados.

Existe possibilidade das partes, contratante e contratada, pactuarem a isonomia salarial entre seus empregados, com a finalidade de afastar os riscos de pleito de igualdade entre os salários decorrente da terceirização de serviços prestados tanto por empregados da contratada, quanto da contratante, uma vez que, a responsabilidade subsidiária do tomador de serviços abrange todas as verbas decorrentes da condenação referentes ao período da prestação laboral.

-DURAÇÃO DO CONTRATO

O Código Civil estipula um limite temporal para o contrato de prestação de serviço, que é o prazo de 4 anos. Sendo admitida a possibilidade de prorrogação, quando assim desejada pelas partes.

-REQUISITOS PARA A TERCEIRIZAÇÃO:

A reforma trabalhista trouxe alguns requisitos para que a empresa prestadora de serviços possa funcionar, vejamos:

  • possuir obrigatoriamente inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ);
  • possuir registro na Junta Comercial;
  • não ter sócios ou titulares da Empresa Prestadora de Serviço prestando serviços à Contratante como empregado ou trabalhador sem vínculo empregatício nos últimos 18 meses;
  • não ter empregados demitidos nos últimos 18 meses da empresa Contratante no quadro de empregados da Empresa Prestadora de Serviço realizando atividade em favor da Contratante;
  • possuir autorização e qualificação para exercer a atividade proposta;
  • firmar contrato escrito de prestação de serviços;
  • possuir capital social compatível com o número de empregados.

-MÉDIA DE DURAÇÃO DO VÍNCULO EM ATIVIDADES TERCEIRIZADAS:

O tempo médio de duração do vínculo de emprego é significativamente menor nas atividades tipicamente terceirizadas. Os vínculos em 2014 nas atividades tipicamente terceirizadas duravam 34,1 meses em média, ou seja, 02 (dois) anos e 10 (dez) meses. Nas atividades tipicamente contratantes, no entanto, a duração média dos vínculos era de 70,3 meses, ou seja, 05 (cinco) anos e 10 (dez) meses. Fonte: Rais – Ministério Trabalho Brasileiro.

-REPERCUSSÃO

Podemos verificar que a reforma trabalhista admitiu expressamente a terceirização de forma ampla, ou seja, não existe mais distinção de atividade meio e fim para a terceirização, logo, os requisitos para a terceirização foram alterados conforme explanado, com o intuito de assegurar os direitos trabalhistas que são por vezes prejudicados através da contratação de mão de obra terceirizada.

Categorias

Tags

ADVOGADO TRIBUTARISTA ADVOGADO TRIBUTARISTA ABC ADVOGADO TRIBUTARISTA AMERICANA ADVOGADO TRIBUTARISTA ARAPONGAS ADVOGADO TRIBUTARISTA ARAUCÁRIA ADVOGADO TRIBUTARISTA BARUERI ADVOGADO TRIBUTARISTA CAMPINAS ADVOGADO TRIBUTARISTA CASCAVEL ADVOGADO TRIBUTARISTA COLOMBO ADVOGADO TRIBUTARISTA CURITIBA ADVOGADO TRIBUTARISTA DIADEMA ADVOGADO TRIBUTARISTA GUARATUBA ADVOGADO TRIBUTARISTA JANDIRA ADVOGADO TRIBUTARISTA LITORAL PR ADVOGADO TRIBUTARISTA LITORAL SP ADVOGADO TRIBUTARISTA LONDRINA ADVOGADO TRIBUTARISTA MARINGÁ ADVOGADO TRIBUTARISTA MAUÁ ADVOGADO TRIBUTARISTA PARANAGUÁ ADVOGADO TRIBUTARISTA PINHAIS ADVOGADO TRIBUTARISTA PONTA GROSSA ADVOGADO TRIBUTARISTA PRESIDENTE PRUDENTE ADVOGADO TRIBUTARISTA REGISTRO ADVOGADO TRIBUTARISTA RIBEIRÃO PIRES ADVOGADO TRIBUTARISTA RIBEIRÃO PRETO ADVOGADO TRIBUTARISTA RIO GRANDE DA SERRA ADVOGADO TRIBUTARISTA SANTO ANDRÉ ADVOGADO TRIBUTARISTA SANTOS ADVOGADO TRIBUTARISTA SOROCABA ADVOGADO TRIBUTARISTA SUZANO ADVOGADO TRIBUTARISTA SÃO BERNARDO DO CAMPO ADVOGADO TRIBUTARISTA SÃO CAETANO ADVOGADO TRIBUTARISTA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ADVOGADO TRIBUTARISTA SÃO JOSÉ DOS PINHAIS ADVOGADO TRIBUTARISTA ZONA LESTE SP ADVOGADO TRIBUTARISTA ZONA NORTE SP ADVOGADO TRIBUTARISTA ZONA OESTE SP ADVOGADO TRIBUTARISTA ZONA SUL SP CONSULTORIA DE ADVOGADO ALMIRANTE TAMANDARÉ CONSULTORIA DE ADVOGADO ARAUCÁRIA CONSULTORIA DE ADVOGADO CAMPO LARGO CONSULTORIA DE ADVOGADO COLOMBO CONSULTORIA DE ADVOGADO FAZENDA RIO GRANDE CONSULTORIA DE ADVOGADO PINHAIS CONSULTORIA DE ADVOGADO SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

Agende seu horário

Agende seu horário

Orçamento
Fale Conosco